domingo, 10 de abril de 2011

O VALE


Enfim havíamos chegado ao Vale das Borboletas. O lugar era realmente fantástico, a queda d´água, as corredeiras, a vegetação ao redor, tudo emanava paz e alegria ao mesmo tempo. Preferi sentar-me junto às pedras e deixar-me enlevar entregando-me a beleza e energia do local. Thiago preferiu tirar fotos, lançando-se nos mais diferentes lugares, buscando os melhores ângulos e os melhores registros. Denise e Celino foram banhar-se na cachoeira.
O passeio teria sido tranqüilo se não fosse a revelação das fotos. Duas fotos mostravam uma figura feminina nadando nas corredeiras. Logo nos reunimos para avaliar, final tudo poderia parecer uma ilusão, efeitos da imaginação. Mas uma mulher nua, de longos cabelos havia sido registrada, mas não era simplesmente uma mulher captada pelas lentes.
Buscamos ampliar, avaliando de todas as formas. Era uma ondina, uma iara, uma sereia. Kianda. Reorganizamo-nos para voltar ao local. Dessa vez, com atenção triplicada, queríamos poder vê-la, já que se mostrava propositalmente e deixasse se revelar nas fotos. A semana passou sem novidades, buscávamos o Vale sempre em momentos isolados, onde apenas nós pudéssemos encontrá-la. Muitas vezes o dia corria inteiro, sem qualquer manifestação que produzisse interesse. Optamos, então pela madrugada, a lua cheia era convidativa e talvez tivéssemos mais sorte.
Quando nos aproximamos da corredeira vimos a figura feminina, quase que como um vulto. Ela olhou-nos entre curiosa e assustada, pronta para retornar às águas. Estacionamos contemplando a entidade que ansiávamos encontrar. Seus cabelos oscilavam entre o negro e o verde lodoso, esvoaçando com o vento leve. Sua pele assemelhava-se a de um mussu, levemente amarronzada e viscosa, muito lisa. O rosto revelava uma boca própria dos peixes, com dentes que lembravam os da caranha, e de onde saíam os bigodes similares ao bagre. Também podíamos ver as barbatanas nas costas, que se abriram quando mostrou-se assustada.
Embora não fosse o protótipo da beleza segundo os padrões humanos era um ser magnífico. Os olhos fizeram Denise lembrar-se da Macropinna micróstoma. O momento era sublime e não ousávamos qualquer movimento. A sereia olhou-nos interessada. Sua cauda agitou-se batendo na água, como desejando nos intimidar, mergulhando em seguida, desaparecendo nas sombras.
Demoramos para sair do estado de torpor. Tudo aconteceu muito rápido. Estávamos sentados nas pedras próximas ao rio e lá permanecemos não se atrevendo a quebrar o momento mágico. Celino aproximou-se das margens ainda tentando localizá-la. Parecia estar hipnotizado.
Retornamos a casa que havíamos alugado. Tentamos analisar o que havia acontecido. A mulher da foto era real. Existia. Era uma experiência fascinante. A vontade de todos era permanecer no local, na intenção única de revê-la. Naquela noite, Thiago não dormiu desenhando a moça. Embora não fosse bela tinha algo que seduzia, encantava, como o poderoso coup poudre.
Para quem adormeceu a noite foi agitada, com muitos movimentos, frases desconexas e um cansaço como se algo sugasse a energia vital de cada um. Despertaram como zumbis, esgotados. Resolveram reabastecer-se no Cruzeiro e lá permaneceram elaborando os próximos passos, agora mais ousados, desejando fotografá-la.
No final da tarde já haviam preparado um espaço para permanecerem, fotografarem e quem sabe estabelecerem algum contato com o ser aquático. Os planos foram diluídos com a presença de três rapazes que nus decidiram nadar e fazer inúmeras estrepolias. Denise estava pronta para pedir que fossem embora, sendo impedida por Thiago. Por horas gritaram, nadaram, fumaram seu baseado. Até que o silêncio voltasse a predominar, maculado apenas pelos grilos, o coaxar de uma rã, o ruído do rio enfrentando as pedras.
Nenhuma percepção. Já estavam preparando-se para voltar quando a batida da cauda na água mostrou a presença dela. Mais uma vez ela estava ali. A lua a fazia resplandecer sentada sobre as rochas. Era possível ver que das axilas também saíam barbatanas, muito transparentes. Rapidamente mergulhou na penumbra, sem que tivessem tempo para qualquer reação. Ela sabia que estavam ali por causa dela. Sabia que queriam vê-la e ela apresentou-se.
Nos próximos três dias nada aconteceu. Todos já estávamos desanimados. Resolvemos então fazer uma oferenda, levar presentes a ela. Colocamos em uma panela de barro alguns peixes, moluscos e flores e a depositaram na rocha onde costumava sentar-se. Aguardamos horas, sem qualquer resultado. Mais uma noite decepcionante, concluímos. Mas ela nos observava e se aproximou, chegando próxima a margem encarando-nos. O coração de todos palpitava aceleradamente, estávamos estáticos. Nossos pensamentos nos ordenavam para fotografar, fazer algum gesto, mas o corpo mostrava-se alheio, rijo, dominado pela senhora daquele lugar.
Ela segurou o tornozelo de Celino, como se o chamasse para junto dela. Ele levantou meio cambaleante, trêmulo, inseguro e teve seus olhos muito próximos aos dela. A sereia exalava um cheiro misturado com o barro e o odor de peixe. Arrastou-o para o meio das corredeiras em fração de segundos.
No barranco todos dormíamos, dominados pelos encantamentos da deusa. Quando despertamos encontramos Celino despido, sentado embaixo da cachoeira. Disse que era o momento de irem embora, alegando nada se lembrar do que havia ocorrido na tentativa de ocultar o segredo que agora o unia a Ondina.
Todos nos entreolhamos e decidimos respeitar a experiência do amigo, certamente em algum momento no futuro teríamos a possibilidade de compartilhar com ele o que acontecera naquela madrugada.

CONTOS EMANADOS DE SITUAÇÕES COTIDIANAS

“Os contos e poemas contidos neste blog são obras de ficção, qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações terá sido mera coincidência”

SABORES DO COMENDADOR

Ator Nacional: Carlos Vereza

Ator Internacional: Michael Carlisle Hall/ Jensen Ackles/ Eric Balfour

Atriz Nacional: Rosamaria Murtinho / Laura Cardoso/Zezé Mota

Atriz Internacional: Anjelica Huston

Cantor Nacional: Martinho da Vila/ Zeca Pagodinho

Cantora Nacional: Leci Brandão/ Maria Bethania/ Beth Carvalho/ Alcione/Dona Ivone Lara/Clementina de Jesus

Música: Samba de Roda

Livro: O Egípcio - Mika Waltaire

Autor: Carlos Castañeda

Filme: Besouro/Cafundó/ A Montanha dos Gorilas

Cor: Vinho e Ocre

Animal: Todos, mas especialmente gatos, jabotis e corujas.

Planta: aloé

Comida preferida: sashimi

Bebida: suco de graviola/cerveja

Mania: (várias) não passo embaixo de escada

O que aprecio nas pessoas: pontualidade, responsabilidade e organização

O que não gosto nas pessoas: pessoas indiscretas e que não cumprem seus compromissos.

Alimento que não gosta: coco, canjica, arroz doce, melão, melancia, jaca, caqui.

UM POUCO DO COMENDADOR.


Formado em Matemática e Pedagogica. Especialista em Supervisão Escolar. Especialista em Psicologia Multifocal. Mestre em Educação. Doutor Honoris Causa pela ABD e Instituto VAEBRASIL.

Comenda Rio de Janeiro pela Febacla. Comenda Rubem Braga pela Academia Marataizense de Letras (ES). Comenda Castro Alves (BA). Comendador pela ESCBRAS. Comenda Nelson Mandela pelo CONINTER e OFHM.

Cadeira 023, da Área de Letras, Membro Titular do Colegiado Acadêmico do Clube dos Escritores de Piracicaba, patronesse Juliana Dedini Ometto. Membro efetivo da Academia Virtual Brasileira de Letras. Membro da Academia Brasileira de Estudos e Pesquisas Literárias. Membro da Literarte - Associação Internacional de Escritores e Acadêmicos. Membro da União Brasileira de Escritores. Membro da Academia de Letras e Artes de Fortaleza (ALAF). Membro da Academia de Letras de Goiás Velho (ALG). Membro da Academia de Letras de Teófilo Ottoni (Minas Gerais). Membro da Academia de Letras de Cabo Frio (ARTPOP). Membro da Academia de Letras do Brasil - Seccional Suíça. Membro da Academia dos Cavaleiros de Cristóvão Colombo. Embaixador pela Académie Française des Arts Lettres et Culture. Membro da Academia de Letras e Artes Buziana. Cadeira de Grande Honra n. 15 - Patrono Pedro I pela Febacla. Membro da Academia de Ciências, Letras e Artes de Iguaba Grande (RJ). Cadeira n.º 2- ALB Araraquara.

Moção de Aplausos pela Câmara Municipal de Taquaritinga pelos serviços em prol da Educação. Moção de Aplausos pela Câmara Municipal de Bebedouro por serviços prestados à Educação Profissional no município. Homenagem pela APEOESP, pelos serviços prestados à Educação. Título de Cidadão Bebedourense. Personalidade 2010 (Top of Mind - O Jornal- Bebedouro). Personalidade Mais Influente e Educador 2011(Top of Mind - O Jornal- Bebedouro). Personalidade 2012 (ARTPOP). Medalha Lítero-Cultural Euclides da Cunha (ALB-Suíça). Embaixador da Paz pelo Instituto VAEBRASIL.

Atuou como Colunista do Diário de Taquaritinga e Jornal "Quatro Páginas" - Bebedouro/SP.
É Colunista do Portal Educação (http://www.portaleducacao.com.br

Premiações Literárias: 1º Classificado na IV Seletiva de Poesias, Contos e Crônicas de Barra Bonita – SP, agosto/2005, Clube Amigo das Letras – poema “A benção”, Menção Honrosa no XVI Concurso Nacional de Poesia “Acadêmico Mário Marinho” – Academia de Letras de Paranapuã, novembro/2005 – poema “Perfeita”, 2º colocado no Prêmio FEUC (Fundação Educacional Unificada Campograndense) de Literatura – dezembro/2005 – conto “A benção”, Menção Especial no Projeto Versos no Varal – Rio de Janeiro – abril/2006 – poema “Invernal”, 1º lugar no V Concurso de Poesias de Igaraçu do Tietê – maio/2006 – poema “Perfeita”, 3º Menção Honrosa no VIII Concurso Nacional de Poesias do Clube de Escritores de Piracicaba – setembro/2006 – poema “Perfeita”, 4º lugar no Concurso Literário de Bebedouro – dezembro/2006 –poema “Tropeiros”, Menção Honrosa no I concurso de Poesias sobre Cooperativismo – Bebedouro – outubro/2007, 1º lugar no VI Concurso de Poesias de Guaratinguetá – julho/2010 – poema “Promessa”, Prêmio Especial no XII Concurso Nacional de Poesias do Clube de Escritores de Piracicaba, outubro/2010, poema “Veludo”, Menção Honrosa no 2º Concurso Literário Internacional Planície Costeira – dezembro/2010, poema “Flor de Cera”, 1º lugar no IV Concurso de Poesias da Costa da Mata Atlântica – dezembro/2010 – poema “Flor de Cera”. Outorga do Colar de Mérito Literário Haldumont Nobre Ferraz, pelo trabalho Cultural e Literário. Prêmio Literário Cláudio de Souza - Literarte 2012 - Melhor Contista.Prêmio Luso-Brasileiro de Poesia 2012 (Literarte/Editora Mágico de Oz), Melhor Contista 2013 (Prêmio Luso Brasileiro de Contos - Literarte\Editora Mágico de Oz)

Antologias: Agreste Utopia – 2004; Vozes Escritas –Clube Amigos das Letras – 2005; Além das Letras – Clube Amigos das Letras – 2006; A Terra é Azul ! -Antologia Literária Internacional – Roberto de Castro Del`Secchi – 2008; Poetas de Todo Brasil – Volume I – Clube dos Escritores de Piracicaba – 2008; XIII Coletânea Komedi – 2009; Antologia Literária Cidade – Volume II – Abílio Pacheco&Deurilene Sousa -2009; XXI Antologia de Poetas e Escritores do Brasil – Reis de Souza- 2009; Guia de Autores Contemporâneos – Galeria Brasil – Celeiro de Escritores – 2009; Guia de Autores Contemporâneos – Galeria Brasil – Celeiro de Escritores – 2010; Prêmio Valdeck Almeida de Jesus – V Edição 2009, Giz Editorial; Antologia Poesia Contemporânea - 14 Poetas - Celeiro de Escritores, 2010; Contos de Outono - Edição 2011, Autores Contemporâneos, Câmara Brasileira de Jovens Escritores; Entrelinhas Literárias, Scortecci Editora, 2011; Antologia Literária Internacional - Del Secchi - Volume XXI; Cinco Passos Para Tornar-se um Escritor, Org. Izabelle Valladares, ARTPOP, 2011; Nordeste em Verso e Prosa, Org. Edson Marques Brandão, Palmeira dos Indios/Alagoas, 2011; Projeto Delicatta VI - Contos e Crônicas, Editora Delicatta, 2011; Portas para o Além - Coletânea de Contos de Terror -Literarte - 2012; Palavras, Versos, Textos e Contextos: elos de uma corrente que nos une! - Literarte - 2012; Galeria Brasil 2012 - Guia de Autores Contemporâneos, Celeiro de Escritores, Ed. Sucesso; Antologia de Contos e Crônicas - Fronteiras : realidade ou ficção ?, Celeiro de Escritores/Editora Sucesso, 2012; Nossa História, Nossos Autores, Scortecci Editora, 2012. Contos de Hoje, Literacidade, 2012. Antologia Brasileira Diamantes III, Berthier, 2012; Antologia Cidade 10, Literacidade, 2013. I Antologia da ALAB. Raízes: Laços entre Brasil e Angola. Antologia Asas da Liberdade. II Antologia da ACLAV, 2013, Literarte. Amor em Prosa e Versos, Celeiro de Escritores, 2013. Antologia Vingança, Literarte, 2013. Antologia Prêmio Luso Brasileiro - Melhores Contistas 2013. O tempo não apaga, Antologia de Poesia e Prosa - Escritores Contemporâneos - Celeiro de Escritores. Palavras Desavisadas de Tudo - Antologia Scortecci de Poesias, Contos e Crônicas 2013. O Conto Brasileiro Hoje - Volume XXIII, RG Editores. Antologia II - Academia Nacional de Letras do Portal do Poeta Brasileiro. antologia Escritores Brasileiros, ZMF Editora. O Conto Brasileiro Hoje - Volume XXVI - RG Editores (2014). III Antologia Poética Fazendo Arte em Búzios, Editora Somar (2014). International Antology Crossing of Languages - We are Brazilians/ antologia Internacional Cruce de Idiomas - Nosotros Somos Brasileños - Or. Jô Mendonça Alcoforado - Intercâmbio Cultural (2014). 5ª Antologia Poética da ALAF (2014). Coletânea Letras Atuais, Editora Alternativa (2014). Antologia IV da Academia Nacional de Letras do Portal do Poeta Brasileiro, Editora Iluminatta (2014). A Poesia Contemporânea no Brasil, da Academia Nacional de Letras do Portal do Poeta Brasileiro, Editora Iluminatta (2014). Enciclopédia de Artistas Contemporâneos Lusófonos - 8 séculos de Língua Portuguesa, Literarte (2014). Mr. Hyde - Homem Monstro - Org. Ademir Pascale , All Print Editora (2014)

Livros (Solos): “Análise Combinatória e Probabilidade”, Geraldo José Sant’Anna/Cláudio Delfini, Editora Érica, 1996, São Paulo, e “Encantamento”, Editora Costelas Felinas, 2010; "Anhelos de la Juvenitud", Geraldo José Sant´Anna/José Roberto Almeida, Editora Costelas Felinas, 2011; O Vôo da Cotovia, Celeiro de Escritores, 2011, Pai´é - Contos de Muito Antigamente, pela Celeiro de Escritores/Editora Sucesso, 2012, A Caminho do Umbigo, pela Ed. Costelas Felinas, 2013. Metodologia de Ensino e Monitoramento da Aprendizagem em Cursos Técnicos sob a Ótica Multifocal (Editora Scortecci). Tarrafa Pedagógica (Org.), Editora Celeiro de Escritores (2013). Jardim das Almas (romance). Floriza e a Bonequinha Dourada (Infantil) pela Literarte. Planejamento, Gestão e Legislação Escolar pela Editora Erica/Saraiva (2014).

Adquira o seu - clique aqui!

Adquira o seu - clique aqui!
Metodologia e Avaliação da Aprendizagem

Pai´é - Contos de Muito Antigamente

Pai´é - Contos de Muito Antigamente
Contos de Geraldo J. Sant´Anna e fotos de Geraldo Gabriel Bossini

ENCANTAMENTO

ENCANTAMENTO
meus poemas

Análise Combinatória e Probabilidades

Análise Combinatória e Probabilidades
juntamente com o amigo Cláudio Delfini

Anhelos de la Juvenitud

Anhelos de la Juvenitud
Edições Costelas Felinas

A Caminho do Umbigo

A Caminho do Umbigo
Edições Costelas felinas

Voo da Cotovia

Voo da Cotovia
Celeiro de Escritores

Divine Acadèmie Française

Divine Acadèmie Française

Prêmio Luso Brasileiro de Poesia 2012/2013

Prêmio Luso Brasileiro de Poesia 2012/2013
Literarte/Mágico de Oz (Portugal)

Lançamento da Antologia Vozes Escritas

Lançamento da Antologia Vozes Escritas
Noite de autógrafos em Barra Bonita-SP

Antologia Literária Cidade - Volume II

Antologia Literária Cidade - Volume II
Poemas : Ciclone e Ébano

Antologia Eldorado

Antologia Eldorado

Antologia II

Antologia II

Antologia Cidade 10

Antologia Cidade 10
Org. Abílio Pacheco

Antologia da ALAB

Antologia da ALAB

Antologia Poesia Contemporânea - 14 Poetas

Antologia Poesia Contemporânea - 14 Poetas
Lançamento do CELEIRO DE ESCRITORES

Contos de Hoje - Narrativas

Contos de Hoje - Narrativas
Literacidade

O Conto Brasileiro Hoje

O Conto Brasileiro Hoje
RG Editores

4ª Antologia da ALAF

4ª Antologia da ALAF
Academia de Letras e Artes de Fortaleza

Dracúlea II

Dracúlea II
...você já leu ?

Antologia Del´Secchi

Antologia Del´Secchi

Sobrenatural

Sobrenatural
Conto: A Casa do Velho

Diamantes III

Diamantes III
Organização Fídias Teles

Entre em contato com a Editora Erica

Entre em contato com a Editora Erica
Não perca mais tempo, adquira seu exemplar.

Minhas produções

Minhas produções