sábado, 25 de agosto de 2012

A ESCOLINHA DA FAZENDA




http://greendestroyed.tumblr.com/post/20579234455

A vassoura de piaçava levantava nuvens de poeira enquanto bailava pelo terreno ao redor da escola. Terra batida onde algumas galinhas insistiam em ciscar. Vez ou outra ouvia-se o grunhir dos porcos e o mugido sonoro de uma vaca. Nós, as crianças, corríamos inquietas por todos os cantos com criatividade e contentamento invejáveis. Esconde-esconde, pega-pega, cabra-cega ou um simples corre-corre que para os adultos não tinha sentido algum. O tempo passara e já haviam esquecido a alegria de simplesmente explorar o mundo e desafiar as próprias capacidades. Crianças haviam muitas. Filhas do Coronel, dos empregados e gente que vinha de longe para aprender alguma coisa naquela escolinha, modesta e grandiosa, que se erguia solitária em um canto da fazenda.

Eram muitas crianças. Maria da Guia, Joana, Carminha, Tereza, Clarinha, José – o Zé, Sebastião – o Tião, Marçal – o Chicote, Vanderlei – o Delei. Esses eram alguns, mais próximos, brincávamos juntos, mas na hora da escola surgiam outros, mais tímidos ou donos de si, valentões e namoradeiras. Dalva era a mais namoradeira. Vangloriava-se por ter beijado todos os meninos e para entrar no clã dos meninos havia a regra de já ter beijado Dalva, com o risco de ser excluído do grupo.

Mas se tinha escola, tinha professora. Era uma. Uma que valia por muitas, por dimensão e conhecimento. Era Dona Lode. Atenciosa, avantajada e severa. Conseguia ser tudo. Ela era a escola. Se alguma criança não aparecia, ela aparecia na casa da criança e no dia seguinte lá estava, em geral com lágrimas nos olhos. A distância entre a casa e a escola era grande. Ia-se a pé. Algumas descobriam coisas interessantes pelo caminho e se esqueciam das obrigações. Mas Dona Lode não se esquecia de nenhuma. Ensinava todos juntos, o que começava a aprender, o que gaguejava na leitura e o que já lia livros.

Ao redor da escola aconteciam as festas. Duas no ano. A festa de Santo Antonio, com fogueira, balões coloridos, batata doce assada e uma mesa repleta de doces. Depois a quermesse de Nossa Senhora Aparecida. Em ambas começava-se com o terço, as aclamações, a benção do Padre Godofredo e muita diversão. Dona Lode cuidava de todos os detalhes. Ela era a festa.

A escola também servia para algumas coisas que amedrontavam as crianças. Lá eram dadas as vacinas e o médico, de tempos em tempos, ficava lá para atender a todos. O Dr. Célio, dentista, também se postava ali, sereno e sorridente, mas não enganava as crianças com aquele brilho no olhar. Sabíamos suas reais intenções. Na escola se faziam reuniões. Mas aí as crianças não participavam. Às vezes saía até briga. Aí víamos Dona Lode escorraçar com eles. Ela era a ordem.

Na nossa sala de aula também acontecia missa, batizado e até casamento. A escola era o ponto de encontro de todos.

Maria da Guia era franzina, de cabelos avermelhados escorridos, grandes óculos, meiga e divertida. Os meninos não se encantavam por ela. Era a preferida de Dona Lode. Estudiosa, comportada, dedicada. Encantei-me. À princípio conversávamos muito. Depois veio o namoro. Outros namoros também se iniciaram ali, em nossa escola da fazenda. A Carminha e o Chicote, a Tereza e o Tião. Da Carminha nada sei, a família mudou. Tinham voltado para o norte. É o que diziam todos. Não sabíamos exatamente o que isso significava. O Zé enrabichou com uma sirigaita da cidade chamada Adelina. Clarinha, muito tempo depois, soube que havia sido internada em um hospício. Louca. O Delei caiu na bebida. Perdeu-se.

Já havíamos deixado a escola quando soubemos que ela seria fechada. Dona Lode tinha momentos de fúria e de lágrimas. Ao que parece seria desativada, pois todos deveriam ir estudar na cidade e haveria um ônibus para levar as crianças até lá. Sentíamos estar em uma Sexta-feira Santa. O clima era de luto. Lembro de Dona Lode comentando com minha mãe “os sonhos são como bolinhas de sabão”. Tinha os olhos encharcados. Todos achavam que ela não iria aguentar. Se a escola fechasse, Dona Lode morreria.

Agora estou na cidade. Tenho um comércio de fertilizantes. Casado com Maria da Guia. Pai de Gustavo e Denise. Sempre levo as crianças até os escombros da antiga escola. Lugar de sonhos. Bolinhas de sabão que começam a flutuar repletas de pequenas estórias. Um laço que meus filhos nunca poderão entender. Hoje vão à escola. Uma boa escola. Vejo que surge em algum momento uma Dona Lode, mas a escola é um prédio. Diferente da escola da fazenda. A escola era cada um de nós.

Outro dia vi a Dalva no mercado. Preferiu continuar beijando outros garotos. Conversamos alegremente rememorando nossa antiga escola.

Nas ruínas da escola não há crianças brincando. Estão em casa explorando redes sociais, jogando WarCraft e navegando por outros ambientes virtuais. Uma outra relação entre as pessoas e a escola se constrói e alimentado por minhas lembranças ainda não sei precisar se são relações boas ou ruins, contudo diferentes das que pudemos viver em nossa infância e adolescência.

Soube que Dona Lode havia sido convidada para trabalhar na escola da cidade, mas não pode. Lá se exigiam vários títulos que Dona Lode não tinha. Então ela não servia. Ao que parece abriu um comércio na cidade e passou a realizar a festa junina na praça e uma grande quermesse no dia de Nossa Senhora. Ela era a força.

 Em alguns momentos penso em reerguer a escolinha, mas os tempos são outros. Ela não teria o mesmo significado. Não teria Dona Lode, nem as crianças daquele tempo, nem o Padre Godofredo ou o Dr. Célio. Ela foi um momento precioso e hoje uma relíquia que cada um acalenta a seu modo, mas sempre de uma maneira feliz, algo que foi bom e nos marcou para toda a vida.



CONTOS EMANADOS DE SITUAÇÕES COTIDIANAS

“Os contos e poemas contidos neste blog são obras de ficção, qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações terá sido mera coincidência”

SABORES DO COMENDADOR

Ator Nacional: Carlos Vereza

Ator Internacional: Michael Carlisle Hall/ Jensen Ackles/ Eric Balfour

Atriz Nacional: Rosamaria Murtinho / Laura Cardoso/Zezé Mota

Atriz Internacional: Anjelica Huston

Cantor Nacional: Martinho da Vila/ Zeca Pagodinho

Cantora Nacional: Leci Brandão/ Maria Bethania/ Beth Carvalho/ Alcione/Dona Ivone Lara/Clementina de Jesus

Música: Samba de Roda

Livro: O Egípcio - Mika Waltaire

Autor: Carlos Castañeda

Filme: Besouro/Cafundó/ A Montanha dos Gorilas

Cor: Vinho e Ocre

Animal: Todos, mas especialmente gatos, jabotis e corujas.

Planta: aloé

Comida preferida: sashimi

Bebida: suco de graviola/cerveja

Mania: (várias) não passo embaixo de escada

O que aprecio nas pessoas: pontualidade, responsabilidade e organização

O que não gosto nas pessoas: pessoas indiscretas e que não cumprem seus compromissos.

Alimento que não gosta: coco, canjica, arroz doce, melão, melancia, jaca, caqui.

UM POUCO DO COMENDADOR.


Formado em Matemática e Pedagogica. Especialista em Supervisão Escolar. Especialista em Psicologia Multifocal. Mestre em Educação. Doutor Honoris Causa pela ABD e Instituto VAEBRASIL.

Comenda Rio de Janeiro pela Febacla. Comenda Rubem Braga pela Academia Marataizense de Letras (ES). Comenda Castro Alves (BA). Comendador pela ESCBRAS. Comenda Nelson Mandela pelo CONINTER e OFHM.

Cadeira 023, da Área de Letras, Membro Titular do Colegiado Acadêmico do Clube dos Escritores de Piracicaba, patronesse Juliana Dedini Ometto. Membro efetivo da Academia Virtual Brasileira de Letras. Membro da Academia Brasileira de Estudos e Pesquisas Literárias. Membro da Literarte - Associação Internacional de Escritores e Acadêmicos. Membro da União Brasileira de Escritores. Membro da Academia de Letras e Artes de Fortaleza (ALAF). Membro da Academia de Letras de Goiás Velho (ALG). Membro da Academia de Letras de Teófilo Ottoni (Minas Gerais). Membro da Academia de Letras de Cabo Frio (ARTPOP). Membro da Academia de Letras do Brasil - Seccional Suíça. Membro da Academia dos Cavaleiros de Cristóvão Colombo. Embaixador pela Académie Française des Arts Lettres et Culture. Membro da Academia de Letras e Artes Buziana. Cadeira de Grande Honra n. 15 - Patrono Pedro I pela Febacla. Membro da Academia de Ciências, Letras e Artes de Iguaba Grande (RJ). Cadeira n.º 2- ALB Araraquara.

Moção de Aplausos pela Câmara Municipal de Taquaritinga pelos serviços em prol da Educação. Moção de Aplausos pela Câmara Municipal de Bebedouro por serviços prestados à Educação Profissional no município. Homenagem pela APEOESP, pelos serviços prestados à Educação. Título de Cidadão Bebedourense. Personalidade 2010 (Top of Mind - O Jornal- Bebedouro). Personalidade Mais Influente e Educador 2011(Top of Mind - O Jornal- Bebedouro). Personalidade 2012 (ARTPOP). Medalha Lítero-Cultural Euclides da Cunha (ALB-Suíça). Embaixador da Paz pelo Instituto VAEBRASIL.

Atuou como Colunista do Diário de Taquaritinga e Jornal "Quatro Páginas" - Bebedouro/SP.
É Colunista do Portal Educação (http://www.portaleducacao.com.br

Premiações Literárias: 1º Classificado na IV Seletiva de Poesias, Contos e Crônicas de Barra Bonita – SP, agosto/2005, Clube Amigo das Letras – poema “A benção”, Menção Honrosa no XVI Concurso Nacional de Poesia “Acadêmico Mário Marinho” – Academia de Letras de Paranapuã, novembro/2005 – poema “Perfeita”, 2º colocado no Prêmio FEUC (Fundação Educacional Unificada Campograndense) de Literatura – dezembro/2005 – conto “A benção”, Menção Especial no Projeto Versos no Varal – Rio de Janeiro – abril/2006 – poema “Invernal”, 1º lugar no V Concurso de Poesias de Igaraçu do Tietê – maio/2006 – poema “Perfeita”, 3º Menção Honrosa no VIII Concurso Nacional de Poesias do Clube de Escritores de Piracicaba – setembro/2006 – poema “Perfeita”, 4º lugar no Concurso Literário de Bebedouro – dezembro/2006 –poema “Tropeiros”, Menção Honrosa no I concurso de Poesias sobre Cooperativismo – Bebedouro – outubro/2007, 1º lugar no VI Concurso de Poesias de Guaratinguetá – julho/2010 – poema “Promessa”, Prêmio Especial no XII Concurso Nacional de Poesias do Clube de Escritores de Piracicaba, outubro/2010, poema “Veludo”, Menção Honrosa no 2º Concurso Literário Internacional Planície Costeira – dezembro/2010, poema “Flor de Cera”, 1º lugar no IV Concurso de Poesias da Costa da Mata Atlântica – dezembro/2010 – poema “Flor de Cera”. Outorga do Colar de Mérito Literário Haldumont Nobre Ferraz, pelo trabalho Cultural e Literário. Prêmio Literário Cláudio de Souza - Literarte 2012 - Melhor Contista.Prêmio Luso-Brasileiro de Poesia 2012 (Literarte/Editora Mágico de Oz), Melhor Contista 2013 (Prêmio Luso Brasileiro de Contos - Literarte\Editora Mágico de Oz)

Antologias: Agreste Utopia – 2004; Vozes Escritas –Clube Amigos das Letras – 2005; Além das Letras – Clube Amigos das Letras – 2006; A Terra é Azul ! -Antologia Literária Internacional – Roberto de Castro Del`Secchi – 2008; Poetas de Todo Brasil – Volume I – Clube dos Escritores de Piracicaba – 2008; XIII Coletânea Komedi – 2009; Antologia Literária Cidade – Volume II – Abílio Pacheco&Deurilene Sousa -2009; XXI Antologia de Poetas e Escritores do Brasil – Reis de Souza- 2009; Guia de Autores Contemporâneos – Galeria Brasil – Celeiro de Escritores – 2009; Guia de Autores Contemporâneos – Galeria Brasil – Celeiro de Escritores – 2010; Prêmio Valdeck Almeida de Jesus – V Edição 2009, Giz Editorial; Antologia Poesia Contemporânea - 14 Poetas - Celeiro de Escritores, 2010; Contos de Outono - Edição 2011, Autores Contemporâneos, Câmara Brasileira de Jovens Escritores; Entrelinhas Literárias, Scortecci Editora, 2011; Antologia Literária Internacional - Del Secchi - Volume XXI; Cinco Passos Para Tornar-se um Escritor, Org. Izabelle Valladares, ARTPOP, 2011; Nordeste em Verso e Prosa, Org. Edson Marques Brandão, Palmeira dos Indios/Alagoas, 2011; Projeto Delicatta VI - Contos e Crônicas, Editora Delicatta, 2011; Portas para o Além - Coletânea de Contos de Terror -Literarte - 2012; Palavras, Versos, Textos e Contextos: elos de uma corrente que nos une! - Literarte - 2012; Galeria Brasil 2012 - Guia de Autores Contemporâneos, Celeiro de Escritores, Ed. Sucesso; Antologia de Contos e Crônicas - Fronteiras : realidade ou ficção ?, Celeiro de Escritores/Editora Sucesso, 2012; Nossa História, Nossos Autores, Scortecci Editora, 2012. Contos de Hoje, Literacidade, 2012. Antologia Brasileira Diamantes III, Berthier, 2012; Antologia Cidade 10, Literacidade, 2013. I Antologia da ALAB. Raízes: Laços entre Brasil e Angola. Antologia Asas da Liberdade. II Antologia da ACLAV, 2013, Literarte. Amor em Prosa e Versos, Celeiro de Escritores, 2013. Antologia Vingança, Literarte, 2013. Antologia Prêmio Luso Brasileiro - Melhores Contistas 2013. O tempo não apaga, Antologia de Poesia e Prosa - Escritores Contemporâneos - Celeiro de Escritores. Palavras Desavisadas de Tudo - Antologia Scortecci de Poesias, Contos e Crônicas 2013. O Conto Brasileiro Hoje - Volume XXIII, RG Editores. Antologia II - Academia Nacional de Letras do Portal do Poeta Brasileiro. antologia Escritores Brasileiros, ZMF Editora. O Conto Brasileiro Hoje - Volume XXVI - RG Editores (2014). III Antologia Poética Fazendo Arte em Búzios, Editora Somar (2014). International Antology Crossing of Languages - We are Brazilians/ antologia Internacional Cruce de Idiomas - Nosotros Somos Brasileños - Or. Jô Mendonça Alcoforado - Intercâmbio Cultural (2014). 5ª Antologia Poética da ALAF (2014). Coletânea Letras Atuais, Editora Alternativa (2014). Antologia IV da Academia Nacional de Letras do Portal do Poeta Brasileiro, Editora Iluminatta (2014). A Poesia Contemporânea no Brasil, da Academia Nacional de Letras do Portal do Poeta Brasileiro, Editora Iluminatta (2014). Enciclopédia de Artistas Contemporâneos Lusófonos - 8 séculos de Língua Portuguesa, Literarte (2014). Mr. Hyde - Homem Monstro - Org. Ademir Pascale , All Print Editora (2014)

Livros (Solos): “Análise Combinatória e Probabilidade”, Geraldo José Sant’Anna/Cláudio Delfini, Editora Érica, 1996, São Paulo, e “Encantamento”, Editora Costelas Felinas, 2010; "Anhelos de la Juvenitud", Geraldo José Sant´Anna/José Roberto Almeida, Editora Costelas Felinas, 2011; O Vôo da Cotovia, Celeiro de Escritores, 2011, Pai´é - Contos de Muito Antigamente, pela Celeiro de Escritores/Editora Sucesso, 2012, A Caminho do Umbigo, pela Ed. Costelas Felinas, 2013. Metodologia de Ensino e Monitoramento da Aprendizagem em Cursos Técnicos sob a Ótica Multifocal (Editora Scortecci). Tarrafa Pedagógica (Org.), Editora Celeiro de Escritores (2013). Jardim das Almas (romance). Floriza e a Bonequinha Dourada (Infantil) pela Literarte. Planejamento, Gestão e Legislação Escolar pela Editora Erica/Saraiva (2014).

Adquira o seu - clique aqui!

Adquira o seu - clique aqui!
Metodologia e Avaliação da Aprendizagem

Pai´é - Contos de Muito Antigamente

Pai´é - Contos de Muito Antigamente
Contos de Geraldo J. Sant´Anna e fotos de Geraldo Gabriel Bossini

ENCANTAMENTO

ENCANTAMENTO
meus poemas

Análise Combinatória e Probabilidades

Análise Combinatória e Probabilidades
juntamente com o amigo Cláudio Delfini

Anhelos de la Juvenitud

Anhelos de la Juvenitud
Edições Costelas Felinas

A Caminho do Umbigo

A Caminho do Umbigo
Edições Costelas felinas

Voo da Cotovia

Voo da Cotovia
Celeiro de Escritores

Divine Acadèmie Française

Divine Acadèmie Française

Prêmio Luso Brasileiro de Poesia 2012/2013

Prêmio Luso Brasileiro de Poesia 2012/2013
Literarte/Mágico de Oz (Portugal)

Lançamento da Antologia Vozes Escritas

Lançamento da Antologia Vozes Escritas
Noite de autógrafos em Barra Bonita-SP

Antologia Literária Cidade - Volume II

Antologia Literária Cidade - Volume II
Poemas : Ciclone e Ébano

Antologia Eldorado

Antologia Eldorado

Antologia II

Antologia II

Antologia Cidade 10

Antologia Cidade 10
Org. Abílio Pacheco

Antologia da ALAB

Antologia da ALAB

Antologia Poesia Contemporânea - 14 Poetas

Antologia Poesia Contemporânea - 14 Poetas
Lançamento do CELEIRO DE ESCRITORES

Contos de Hoje - Narrativas

Contos de Hoje - Narrativas
Literacidade

O Conto Brasileiro Hoje

O Conto Brasileiro Hoje
RG Editores

4ª Antologia da ALAF

4ª Antologia da ALAF
Academia de Letras e Artes de Fortaleza

Dracúlea II

Dracúlea II
...você já leu ?

Antologia Del´Secchi

Antologia Del´Secchi

Sobrenatural

Sobrenatural
Conto: A Casa do Velho

Diamantes III

Diamantes III
Organização Fídias Teles

Entre em contato com a Editora Erica

Entre em contato com a Editora Erica
Não perca mais tempo, adquira seu exemplar.

Minhas produções

Minhas produções