quinta-feira, 8 de setembro de 2011

CAMINHOS TORTUOSOS


Antes leia:

A Força

Sorte, Sorte, Sorte

Reviravolta

                 Da Austrália, Francisco resolveu visitar algumas capitais no Continente Africano. Há tempos desejava realizar essa viagem. Cidade do Cabo, Pretória, Bloemfontein, Nairobi, Abuja, Yaoundé, Brazzaville e o Cairo. Muitas pessoas, muitos contatos e a idéia de um livro na área de Administração, focado em vendas, onde possuía amplo domínio. Arriscou-se a ministrar algumas palestras e entusiasmou-se com a receptividade. Era mais um caminho a ser explorado. De retorno ao Brasil propôs-se a organizar melhor essa trajetória.
                 Em uma noite visitou o “Falange” um bar voltado para o público GLS. Entre drinks e música tecno conheceu Tifany. O bate-papo prosperou até um motel. A partir desse encontro outros sucederam. Identificavam-se.

                 Certa vez o pneu do carro de Francisco furou em uma rua pouco movimentada, a noite já avançava, quando sentiu a intervenção de um rapaz com uma arma que não soube identificar se verdadeira ou não. O fato é que era um assalto. O ato apenas não foi concluído em razão de um assobio agudíssimo e o alerta “esse é meu!”. Tifany surgia no momento exato. Muitas risadas e foram comemorar o êxito dessa aparição espetacular.

A intimidade permitiu a Tifany revelar que havia abandonado a casa dos pais. A mãe tinha sido assassinada e o pai perdera tudo acabando por administrar um pequeno brechó. Uma distração e Francisco gelou ao saber que o pai de Tifany era Guilhermo. A vida se utilizava de caminhos tortuosos para reaproximá-los. Embora Tifany falasse com carinho do homem que a iniciara na vida sexual, Francisco optou por continuar identificando-se como Diego.
             Um sentimento tumultuado começara a rodopiar em Diego. Tudo o que planejara havia acontecido. Hoje Guilhermo, certamente, seria uma pessoa infeliz. Tifany, contudo, não precisava sofrer. Não podia ser responsabilizada pelo pai que tivera. A imagem de Norberta havia passado a persegui-lo, a raiva a dissolver-se. Entretanto, a imagem de Erin emergia das profundezas de sua memória e voltava a justificar todas as suas ações. Algo acontecia. Estarei se apaixonando novamente? Estaria arrependido, sentindo-se culpado?

Passou por diversas vezes diante do brechó de Guilhermo. Um lugar simples, mal organizado, nada atrativo. Relembrou o orgulho daquele homem de terno e gravata comandando importantes setores de uma multinacional. A queda havia sido muito grande. Descobriu, através de vizinhos, que estava casado com Celita e tinha dois filhos, Abiezer e Batuel. A vida passara a ser modesta. Não encorajou-se visitá-lo. Ao que se soube, agora tornara-se pastor fervoroso e dedicava-se acima de tudo a sua crença.
            Pulsava um grande desejo de ajudar Tifany. Assim pensando contribuiu para algumas cirurgias de beleza e estética, roupas e uma tournée pela Europa. Acreditou que dessa forma estaria em paz com sua consciência. Não seria possível reconhecê-la, dada a beleza delicada, a perfeição das cirurgias realizadas pelos mais conceituados profissionais, a alegria e o entusiasmo como se fosse uma garotinha que fosse ao parque de diversões pela primeira vez. Tifany confessou a Francisco que, na verdade, ainda amava o homem que conhecera na infância e faria tudo para estar com ele. Um sentimento duplo fez palpitar o coração de Francisco. Deveria contar-lhe a verdade?

Palestras e acordos para o lançamento do livro levaram Francisco de retorno à Europa. De Portugal para Perth  e de Perth para San Francisco. Quando retornou ao Brasil estava decidido a contar a verdade para Tifany. Entre lágrimas, sorrisos e abraços o segredo veio à tona. A felicidade de Tifany foi infinita. À princípio não compreendeu por que não pôde saber logo disso, no que foi justificado pelo fato de se ter certeza de que realmente tratava-se de Eiton.
           Foram residir no apartamento de Francisco. A vida de Tifany continuou com seu glamour com shows, agora apimentados com muitas viagens pelas capitais do país, além de Paris e Roma.

O barco da vida voltava a seguir sereno. Em Recife, Tifany conheceu Romoaldo. Tornaram-se amigos, foram tomar chopp juntos. Em suas conversas descontraídas surpreendeu-se com a desenvoltura do homem que afirmou já ter residido no Rio de Janeiro por muito tempo. O álcool e a conversa animada foram dando espaço a confidências até que o homem comentou que seu apelido era Gambá. A moça chocou-se. Um turbilhão de coisas passaram pelos pensamentos. Tentou levantar-se, mas encorajou-se e de queima roupa perguntou se ele havia sido preso pelo assassinato de Norberta. Queria chorar, voar em cima dele, gritar, esbravejar, mas havia aprendido a dominar suas emoções, aquela era a oportunidade para saber sobre o fato. Precisava de sangue-frio. Disse ter lido nos jornais.
             Gambá narrou-lhe que havia estado preso pela morte de Erin que era amante de um tal Francisco. Esclareceu que a morte havia sido um acidente quando ela tentava fugir. Revoltou-se dizendo que quem deveria ter sido preso era Guilhermo, o mandante. Tifany queria desmaiar, mas conteve-se. Sobre Norberta falou da acusação recaída sobre Saci, mas que sabia que ele havia recebido um bom dinheiro de Francisco para desaparecer. Provavelmente Francisco teria sido o autor da morte da mulher.

Tifany chegou zonza ao hotel, chorou o que não pode chorar diante de Gambá. Estaria Francisco junto dela para matá-la também? Perdeu o desejo de regressar, iria para Natal e Fortaleza, encontraria maneiras de colocar a cabeça no lugar, se reorganizar. Um meteorito atingira sua cabeça em cheio.
           Naquela noite não conseguiu dormir. Pegou o telefone várias vezes e pensou em abrir o jogo com Francisco ou, talvez Diego. Quem era final aquele homem com quem estava dormindo e atendia a todos os seus desejos? Tudo também poderia ser invenção de Gambá, por que deveria confiar mais nele do que em Francisco? Até aquele momento revelava-se outra pessoa. Todo quebra-cabeça se encaixava perfeitamente, por outro lado, sendo impossível que aquele homem residindo tão distante tivesse tantas informações. Que coincidência era aquela que os levava a se conhecer, conversar e desenterrar esse tenebroso passado?

Seria preciso eliminar Francisco antes que ele a matasse.

CONTOS EMANADOS DE SITUAÇÕES COTIDIANAS

“Os contos e poemas contidos neste blog são obras de ficção, qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações terá sido mera coincidência”

SABORES DO COMENDADOR

Ator Nacional: Carlos Vereza

Ator Internacional: Michael Carlisle Hall/ Jensen Ackles/ Eric Balfour

Atriz Nacional: Rosamaria Murtinho / Laura Cardoso/Zezé Mota

Atriz Internacional: Anjelica Huston

Cantor Nacional: Martinho da Vila/ Zeca Pagodinho

Cantora Nacional: Leci Brandão/ Maria Bethania/ Beth Carvalho/ Alcione/Dona Ivone Lara/Clementina de Jesus

Música: Samba de Roda

Livro: O Egípcio - Mika Waltaire

Autor: Carlos Castañeda

Filme: Besouro/Cafundó/ A Montanha dos Gorilas

Cor: Vinho e Ocre

Animal: Todos, mas especialmente gatos, jabotis e corujas.

Planta: aloé

Comida preferida: sashimi

Bebida: suco de graviola/cerveja

Mania: (várias) não passo embaixo de escada

O que aprecio nas pessoas: pontualidade, responsabilidade e organização

O que não gosto nas pessoas: pessoas indiscretas e que não cumprem seus compromissos.

Alimento que não gosta: coco, canjica, arroz doce, melão, melancia, jaca, caqui.

UM POUCO DO COMENDADOR.


Formado em Matemática e Pedagogica. Especialista em Supervisão Escolar. Especialista em Psicologia Multifocal. Mestre em Educação. Doutor Honoris Causa pela ABD e Instituto VAEBRASIL.

Comenda Rio de Janeiro pela Febacla. Comenda Rubem Braga pela Academia Marataizense de Letras (ES). Comenda Castro Alves (BA). Comendador pela ESCBRAS. Comenda Nelson Mandela pelo CONINTER e OFHM.

Cadeira 023, da Área de Letras, Membro Titular do Colegiado Acadêmico do Clube dos Escritores de Piracicaba, patronesse Juliana Dedini Ometto. Membro efetivo da Academia Virtual Brasileira de Letras. Membro da Academia Brasileira de Estudos e Pesquisas Literárias. Membro da Literarte - Associação Internacional de Escritores e Acadêmicos. Membro da União Brasileira de Escritores. Membro da Academia de Letras e Artes de Fortaleza (ALAF). Membro da Academia de Letras de Goiás Velho (ALG). Membro da Academia de Letras de Teófilo Ottoni (Minas Gerais). Membro da Academia de Letras de Cabo Frio (ARTPOP). Membro da Academia de Letras do Brasil - Seccional Suíça. Membro da Academia dos Cavaleiros de Cristóvão Colombo. Embaixador pela Académie Française des Arts Lettres et Culture. Membro da Academia de Letras e Artes Buziana. Cadeira de Grande Honra n. 15 - Patrono Pedro I pela Febacla. Membro da Academia de Ciências, Letras e Artes de Iguaba Grande (RJ). Cadeira n.º 2- ALB Araraquara.

Moção de Aplausos pela Câmara Municipal de Taquaritinga pelos serviços em prol da Educação. Moção de Aplausos pela Câmara Municipal de Bebedouro por serviços prestados à Educação Profissional no município. Homenagem pela APEOESP, pelos serviços prestados à Educação. Título de Cidadão Bebedourense. Personalidade 2010 (Top of Mind - O Jornal- Bebedouro). Personalidade Mais Influente e Educador 2011(Top of Mind - O Jornal- Bebedouro). Personalidade 2012 (ARTPOP). Medalha Lítero-Cultural Euclides da Cunha (ALB-Suíça). Embaixador da Paz pelo Instituto VAEBRASIL.

Atuou como Colunista do Diário de Taquaritinga e Jornal "Quatro Páginas" - Bebedouro/SP.
É Colunista do Portal Educação (http://www.portaleducacao.com.br

Premiações Literárias: 1º Classificado na IV Seletiva de Poesias, Contos e Crônicas de Barra Bonita – SP, agosto/2005, Clube Amigo das Letras – poema “A benção”, Menção Honrosa no XVI Concurso Nacional de Poesia “Acadêmico Mário Marinho” – Academia de Letras de Paranapuã, novembro/2005 – poema “Perfeita”, 2º colocado no Prêmio FEUC (Fundação Educacional Unificada Campograndense) de Literatura – dezembro/2005 – conto “A benção”, Menção Especial no Projeto Versos no Varal – Rio de Janeiro – abril/2006 – poema “Invernal”, 1º lugar no V Concurso de Poesias de Igaraçu do Tietê – maio/2006 – poema “Perfeita”, 3º Menção Honrosa no VIII Concurso Nacional de Poesias do Clube de Escritores de Piracicaba – setembro/2006 – poema “Perfeita”, 4º lugar no Concurso Literário de Bebedouro – dezembro/2006 –poema “Tropeiros”, Menção Honrosa no I concurso de Poesias sobre Cooperativismo – Bebedouro – outubro/2007, 1º lugar no VI Concurso de Poesias de Guaratinguetá – julho/2010 – poema “Promessa”, Prêmio Especial no XII Concurso Nacional de Poesias do Clube de Escritores de Piracicaba, outubro/2010, poema “Veludo”, Menção Honrosa no 2º Concurso Literário Internacional Planície Costeira – dezembro/2010, poema “Flor de Cera”, 1º lugar no IV Concurso de Poesias da Costa da Mata Atlântica – dezembro/2010 – poema “Flor de Cera”. Outorga do Colar de Mérito Literário Haldumont Nobre Ferraz, pelo trabalho Cultural e Literário. Prêmio Literário Cláudio de Souza - Literarte 2012 - Melhor Contista.Prêmio Luso-Brasileiro de Poesia 2012 (Literarte/Editora Mágico de Oz), Melhor Contista 2013 (Prêmio Luso Brasileiro de Contos - Literarte\Editora Mágico de Oz)

Antologias: Agreste Utopia – 2004; Vozes Escritas –Clube Amigos das Letras – 2005; Além das Letras – Clube Amigos das Letras – 2006; A Terra é Azul ! -Antologia Literária Internacional – Roberto de Castro Del`Secchi – 2008; Poetas de Todo Brasil – Volume I – Clube dos Escritores de Piracicaba – 2008; XIII Coletânea Komedi – 2009; Antologia Literária Cidade – Volume II – Abílio Pacheco&Deurilene Sousa -2009; XXI Antologia de Poetas e Escritores do Brasil – Reis de Souza- 2009; Guia de Autores Contemporâneos – Galeria Brasil – Celeiro de Escritores – 2009; Guia de Autores Contemporâneos – Galeria Brasil – Celeiro de Escritores – 2010; Prêmio Valdeck Almeida de Jesus – V Edição 2009, Giz Editorial; Antologia Poesia Contemporânea - 14 Poetas - Celeiro de Escritores, 2010; Contos de Outono - Edição 2011, Autores Contemporâneos, Câmara Brasileira de Jovens Escritores; Entrelinhas Literárias, Scortecci Editora, 2011; Antologia Literária Internacional - Del Secchi - Volume XXI; Cinco Passos Para Tornar-se um Escritor, Org. Izabelle Valladares, ARTPOP, 2011; Nordeste em Verso e Prosa, Org. Edson Marques Brandão, Palmeira dos Indios/Alagoas, 2011; Projeto Delicatta VI - Contos e Crônicas, Editora Delicatta, 2011; Portas para o Além - Coletânea de Contos de Terror -Literarte - 2012; Palavras, Versos, Textos e Contextos: elos de uma corrente que nos une! - Literarte - 2012; Galeria Brasil 2012 - Guia de Autores Contemporâneos, Celeiro de Escritores, Ed. Sucesso; Antologia de Contos e Crônicas - Fronteiras : realidade ou ficção ?, Celeiro de Escritores/Editora Sucesso, 2012; Nossa História, Nossos Autores, Scortecci Editora, 2012. Contos de Hoje, Literacidade, 2012. Antologia Brasileira Diamantes III, Berthier, 2012; Antologia Cidade 10, Literacidade, 2013. I Antologia da ALAB. Raízes: Laços entre Brasil e Angola. Antologia Asas da Liberdade. II Antologia da ACLAV, 2013, Literarte. Amor em Prosa e Versos, Celeiro de Escritores, 2013. Antologia Vingança, Literarte, 2013. Antologia Prêmio Luso Brasileiro - Melhores Contistas 2013. O tempo não apaga, Antologia de Poesia e Prosa - Escritores Contemporâneos - Celeiro de Escritores. Palavras Desavisadas de Tudo - Antologia Scortecci de Poesias, Contos e Crônicas 2013. O Conto Brasileiro Hoje - Volume XXIII, RG Editores. Antologia II - Academia Nacional de Letras do Portal do Poeta Brasileiro. antologia Escritores Brasileiros, ZMF Editora. O Conto Brasileiro Hoje - Volume XXVI - RG Editores (2014). III Antologia Poética Fazendo Arte em Búzios, Editora Somar (2014). International Antology Crossing of Languages - We are Brazilians/ antologia Internacional Cruce de Idiomas - Nosotros Somos Brasileños - Or. Jô Mendonça Alcoforado - Intercâmbio Cultural (2014). 5ª Antologia Poética da ALAF (2014). Coletânea Letras Atuais, Editora Alternativa (2014). Antologia IV da Academia Nacional de Letras do Portal do Poeta Brasileiro, Editora Iluminatta (2014). A Poesia Contemporânea no Brasil, da Academia Nacional de Letras do Portal do Poeta Brasileiro, Editora Iluminatta (2014). Enciclopédia de Artistas Contemporâneos Lusófonos - 8 séculos de Língua Portuguesa, Literarte (2014). Mr. Hyde - Homem Monstro - Org. Ademir Pascale , All Print Editora (2014)

Livros (Solos): “Análise Combinatória e Probabilidade”, Geraldo José Sant’Anna/Cláudio Delfini, Editora Érica, 1996, São Paulo, e “Encantamento”, Editora Costelas Felinas, 2010; "Anhelos de la Juvenitud", Geraldo José Sant´Anna/José Roberto Almeida, Editora Costelas Felinas, 2011; O Vôo da Cotovia, Celeiro de Escritores, 2011, Pai´é - Contos de Muito Antigamente, pela Celeiro de Escritores/Editora Sucesso, 2012, A Caminho do Umbigo, pela Ed. Costelas Felinas, 2013. Metodologia de Ensino e Monitoramento da Aprendizagem em Cursos Técnicos sob a Ótica Multifocal (Editora Scortecci). Tarrafa Pedagógica (Org.), Editora Celeiro de Escritores (2013). Jardim das Almas (romance). Floriza e a Bonequinha Dourada (Infantil) pela Literarte. Planejamento, Gestão e Legislação Escolar pela Editora Erica/Saraiva (2014).

Adquira o seu - clique aqui!

Adquira o seu - clique aqui!
Metodologia e Avaliação da Aprendizagem

Pai´é - Contos de Muito Antigamente

Pai´é - Contos de Muito Antigamente
Contos de Geraldo J. Sant´Anna e fotos de Geraldo Gabriel Bossini

ENCANTAMENTO

ENCANTAMENTO
meus poemas

Análise Combinatória e Probabilidades

Análise Combinatória e Probabilidades
juntamente com o amigo Cláudio Delfini

Anhelos de la Juvenitud

Anhelos de la Juvenitud
Edições Costelas Felinas

A Caminho do Umbigo

A Caminho do Umbigo
Edições Costelas felinas

Voo da Cotovia

Voo da Cotovia
Celeiro de Escritores

Divine Acadèmie Française

Divine Acadèmie Française

Prêmio Luso Brasileiro de Poesia 2012/2013

Prêmio Luso Brasileiro de Poesia 2012/2013
Literarte/Mágico de Oz (Portugal)

Lançamento da Antologia Vozes Escritas

Lançamento da Antologia Vozes Escritas
Noite de autógrafos em Barra Bonita-SP

Antologia Literária Cidade - Volume II

Antologia Literária Cidade - Volume II
Poemas : Ciclone e Ébano

Antologia Eldorado

Antologia Eldorado

Antologia II

Antologia II

Antologia Cidade 10

Antologia Cidade 10
Org. Abílio Pacheco

Antologia da ALAB

Antologia da ALAB

Antologia Poesia Contemporânea - 14 Poetas

Antologia Poesia Contemporânea - 14 Poetas
Lançamento do CELEIRO DE ESCRITORES

Contos de Hoje - Narrativas

Contos de Hoje - Narrativas
Literacidade

O Conto Brasileiro Hoje

O Conto Brasileiro Hoje
RG Editores

4ª Antologia da ALAF

4ª Antologia da ALAF
Academia de Letras e Artes de Fortaleza

Dracúlea II

Dracúlea II
...você já leu ?

Antologia Del´Secchi

Antologia Del´Secchi

Sobrenatural

Sobrenatural
Conto: A Casa do Velho

Diamantes III

Diamantes III
Organização Fídias Teles

Entre em contato com a Editora Erica

Entre em contato com a Editora Erica
Não perca mais tempo, adquira seu exemplar.

Minhas produções

Minhas produções